Treino funcional: usando seu próprio corpo para se exercitar

Através dos movimentos naturais das nossas articulações, o treinamento funcional oferece diversos benefícios para a saúde

Treino do seu jeito 4 min. de leitura
Treino funcional: usando seu próprio corpo para se exercitar

Perda de peso e ganho muscular sem o uso de qualquer aparelhagem senão seu próprio corpo; já pensou nisso? Esses são só alguns benefícios do treinamento funcional.

Afinal, o que é o treinamento funcional? Essa prática é baseada na utilização dos movimentos naturais do corpo para fortalecer o core e envolve uma série de exercícios, com os mais variados graus de dificuldade. O treino funcional permite a qualquer pessoa atingir resultados positivos enquanto respeita a sua capacidade muscular.

Benefícios do treino funcional

mulher treinando em casa
Treino funcional melhora o bem-estar. (Fonte: Shutterstock)

Além do fortalecimento muscular e das articulações, o treinamento funcional acaba ajudando no bem-estar de maneira geral. “Em alguns exercícios, são trabalhados vários grupamentos musculares ao mesmo tempo, exigindo um pouco mais do sistema cardiorrespiratório também”, informa a educadora física Bruna Dalla Rosa (CREF 029762-G/PR), bacharel pela UNICENTRO e que atua com foco em treinamento funcional e correção postural.

Diferente da musculação, o treinamento funcional converte práticas diárias em exercício. Agachar, puxar, levantar e saltar deixam de ser apenas ações corriqueiras e viram possibilidades de exercícios.

Essa é uma prática muito legal também para as pessoas que buscam emagrecer de maneira saudável. “Levando em conta as diversas variáveis de uma pessoa durante os treinamentos (metabolismo, peso, condicionamento físico), estudos mostram que 40 minutos de treino funcional podem consumir aproximadamente 400 calorias”, completa Bruna.

Quais são os equipamentos utilizados no treino funcional?

exercíco de jump
Alguns aparelhos podem ajudar a melhorar os resultados do exercício funcional. (Fonte: Shutterstock)

Como já mencionado, o treinamento funcional tem seu maior enfoque na utilização dos movimentos naturais do corpo humano. Mas isso não significa que não existam aparelhos que possam complementar a rotina de treinamentos.

Opções como bolas suíças (infláveis), medicine balls, faixas elásticas e minitrampolins podem acrescentar maior grau de dificuldade e variação de exercícios.

A possibilidade de adaptação no treino funcional

homem fazendo agachamento
Homem fazendo treino funcional dentro de casa. (Fonte: Shutterstock)

Apesar de ser baseado em exercícios com a força corporal “é de extrema importância respeitar seu corpo e seus limites. Para todo começo é necessário procurar um profissional especializado”, ressalta a profissional de Educação Física Bruna Dalla Rosa. “Essa pessoa saberá analisar seu caso e orientar da maneira correta para que você atinja seus resultados da melhor forma possível.”

Diferentes tipos de flexões e abdominais são alguns dos exemplos mais comuns de exercícios que compõem uma rotina de treinamento funcional. 

Tudo gira em torno do aprendizado sobre o controle corporal e o desenvolvimento da flexibilidade dos membros inferiores e superiores, que podem ser adaptados para níveis mais básicos de dificuldade e, ainda assim, gerar benefícios. Exemplo: a flexão com seis apoios — quando se apoia os joelhos no chão — é um exercício iniciante e trabalha o fortalecimento dos músculos do peitoral e do tríceps.

Já a adição das faixas elásticas, por exemplo, pode ajudar no alongamento dos músculos antes do treino, assim como na amplitude muscular e no aumento da resistência em exercícios utilizando diferentes grupos musculares.

Como o treinamento funcional costuma ativar várias partes do corpo ao mesmo tempo, esse é um treino que exige grande cautela para quem está saindo do sedentarismo. Mesmo assim, sempre existe espaço para dar o primeiro passo.

E você? Tem adotado alguma rotina de treino para manter seu corpo ativo nos últimos tempos? Compartilhe com a gente.

Gostou do assunto? Que tal compartilhar com seus amigos?