Spinning: o ideal é fazer antes ou depois da musculação?

Saiba como organizar a rotina com spinning e musculação. Spoiler: depende do seu objetivo de treino

Treino do seu jeito 4 min. de leitura
Spinning: o ideal é fazer antes ou depois da musculação?

Você já deve ter ouvido falar do spinning: trata-se de uma modalidade de ciclismo indoor (em ambiente fechado) que está entre as atividades mais buscadas nas academias. 

E não é difícil entender por que esse exercício aeróbico faz tanto sucesso: ele é ótimo para queimar calorias (cerca de 500 por aula), melhora o condicionamento cardiorrespiratório, fortalece os membros inferiores, o abdômen e a região lombar e auxilia em uma série de outras questões, como na prevenção de hipertensão e diabete e na melhora na saúde mental.

O que costuma gerar dúvida em relação ao spinning é o melhor momento de encaixá-lo no treino. O ideal é antes, depois ou alternado com a musculação? 

Para saber mais, o blog da Selfit conversou com o professor de educação física Wiliam Henrique Correa Milher (CREF 137956-G/SP). Confira 4 dicas que vão explicar a melhor forma de inserir a atividade em sua rotina de treinos levando em conta o seu objetivo.

1. Para ganho de massa muscular, spinning só depois da musculação

Para quem deseja hipertrofia muscular, é melhor começar pela musculação e fazer spinning depois. (Fonte: Wave Break Media/Shutterstock)

Se você quer ficar mais forte, Milher comenta que é importante fazer spinning depois da musculação, uma vez que levantar peso de forma correta exige muita energia física e muita concentração. 

Além disso, quem deseja ganhar massa magra pode ter essa meta prejudicada com os exercícios aeróbicos antes do treino de musculação. Como essas atividades causam gasto de energia e glicogênio, substância fundamental para o desenvolvimento da força e da massa muscular, esse “estoque” pode fazer falta na musculação pós-spinning.

Isso é importante tanto em relação ao resultado, que pode deixar a desejar, como em relação a possíveis lesões. Por isso, primeiro dê foco total à musculação e depois siga para a bike.

2. Para queima de gordura, também se deve começar pelo trabalho muscular

A mesma recomendação vale para quem tem a perda de peso como o objetivo número um. O educador físico explica que, segundo uma pesquisa publicada na revista Medicine and Science in Sports and Exercise, fazer exercício aeróbico depois do treino de força queima mais calorias.

Mas sobra energia para o trabalho aeróbico? O educador físico acrescenta que 20 ou 30 minutos de exercício aeróbico intenso após a musculação são suficientes. “Como o glicogênio já estará desgastado, o corpo começará a utilizar a gordura como combustível para o músculo aguentar a pedalada”, diz.

3. Para melhorar a resistência física ou treinar a pedalada, comece pelo spinning

Quem deseja melhorar o condicionamento cardiorrespiratório pode começar pelo spinning. (Fonte: GaudiLab/Shutterstock)

Já para quem tem o objetivo de melhorar o condicionamento físico ou a performance na bike, o educador acrescenta que o ideal é que o treino aeróbico seja realizado antes da musculação. 

Isso é indicado porque, como o spinning prioriza a resistência, e não a força, quem opta por esse exercício não precisa se preocupar com a reserva de glicogênio. Além disso, essa atividade permitirá uma melhor elasticidade arterial e, portanto, uma oxigenação mais eficiente.

4. Se a ideia é apenas manter a forma, pode começar por aquele que você prefere

Agora, se você tem no spinning um hobby e não deseja nenhum resultado específico além de diversão e manutenção da forma física, Milher acrescenta que não há problema em pedalar antes ou depois da musculação.

O que não se pode esquecer em nenhum dos quatro casos é acompanhamento profissional adequado. Médicos, nutricionistas e educadores físicos devem conduzir toda a rotina de treino. No caso do spinning, isso é especialmente válido para quem tem problemas cardíacos e lesão nos joelhos ou na coluna. 

Respeitando seu ritmo, você tem tudo para fazer do spinning um momento de saúde física e mental. É só curtir a música (a Selfit tem uma playlist feita especialmente para esse momento), seguir o professor e pedalar rumo a mais saúde e qualidade de vida!