Rosca: conheça os benefícios do movimento e como evitar lesões

A rosca tem diferentes modalidades e pode ser útil para quem procura se exercitar com diferentes objetivos

Treino do seu jeito 3 min. de leitura
Rosca: conheça os benefícios do movimento e como evitar lesões

Se os exercícios físicos fazem parte do seu dia a dia, é provável que você já conheça os principais movimentos de rosca: direta, alternada e martelo, que são bastante úteis para o fortalecimento de bíceps. Caso você ainda esteja se aproximando do mundo dos exercícios físicos, vale a pena saber um pouco mais sobre os benefícios desse movimento e incluí-lo na musculação sob supervisão profissional. 

Em que consiste o movimento?

O movimento de rosca é simples e recruta vários músculos na sua execução. A modalidade mais comum é a direta, mas há outras, como invertida, martelo, concentrada e scott.

Segundo Juciele Bezerra de Sá (CREF 010628-G/PE), bacharel em Educação Física, trata-se de um movimento importante que trabalha em apenas um plano e eixo, operado com a flexão de cotovelo.

Quais são as variações existentes?

A rosca direta é a mais conhecida, mas existem variações que são capazes de trabalhar de forma mais específica os músculos do braço. É ótima para os bíceps braquiais, porém não os recruta de maneira isolada: todos os flexores dos antebraços (músculos superficiais e profundos), o braquiorradial, o braquial e o pronador redondo participam, por isso é tão básica quanto funcional.

A rosca inversa tem a mesma execução, mas com os antebraços em pegada pronada, em que a palma da mão fica virada para baixo, com foco nos músculos do antebraço e, em menor proporção, no braquial. 

A rosca martelo também é um exercício para os bíceps braquiais, com enfoque maior no braquial e no braquiorradial. Com os antebraços em posição neutra, promove a flexão do cúbito, e, devido ao posicionamento dos antebraços, atinge o braquiorradial e o braquial.

Por que é importante?

Movimento de rosca permite fortalecimento de grupo muscular bastante usado no cotidiano. (Fonte: Shutterstock)
Movimento de rosca permite fortalecimento de grupo muscular bastante usado no cotidiano. (Fonte: Shutterstock)

Ainda segundo a profissional, o movimento se assemelha a atividades cotidianas de levantar objetos, por isso não é indicado apenas a quem deseja ganhar massa muscular no braço mas também para quem quer fortalecer a musculatura e melhorar o condicionamento físico para ter uma vida mais saudável.

Quais são os principais benefícios?

Segundo a educadora física, os benefícios das diversas modalidades de rosca são diversos. Entre os mais nítidos estão:

  • melhorar a força do bíceps;
  • estabilizar os músculos do antebraço;
  • corrigir desequilíbrios;
  • melhorar a força da puxada; 
  • aumentar o ganho de força da empunhadura.

Há risco de lesão?

É fundamental que os exercícios sejam prescritos e supervisionados por profissionais de educação física. (Fonte: Shutterstock)
É fundamental que os exercícios sejam prescritos e supervisionados por profissionais de educação física. (Fonte: Shutterstock)

Para Bezerra de Sá, os movimentos de rosca podem apresentar riscos de lesão como qualquer outra atividade, mas medidas simples garantem a execução correta. A primeira delas é aquecimento, já que qualquer grupo muscular deve estar aquecido ao iniciar os exercícios, por isso convém dedicar atenção a essa etapa. Além disso, deve-se ter atenção à carga, à amplitude do movimento e ao volume de treino. Essas são as causas mais comuns de lesão em atividades físicas.

Em todos esses casos, é importante que haja orientação de profissionais capazes de planejar os exercícios para o objetivo específico de cada pessoa dentro dos limites do corpo avaliado.

Conhece alguém que é resistente em praticar esse exercício? Envie este texto.