Pilates e yoga: conheça as diferenças e os benefícios desses exercícios

Apesar de parecidas, as duas atividades têm objetivos e benefícios diferentes

Treino do seu jeito 4 min. de leitura
Pilates e yoga: conheça as diferenças e os benefícios desses exercícios

Pilates e yoga são duas modalidades cada vez mais acessíveis nas academias. Conhecidas por desenvolver força muscular e flexibilidade, elas se parecem, mas têm objetivos e benefícios diferentes.  Você sabe qual é melhor para o objetivo que quer alcançar?

O que é pilates?

Focado em aprimorar postura, força e flexibilidade, o exercício trabalha principalmente com a força muscular do core, área que abrange os músculos dos ombros até o meio das coxas. O exercício também exige que o aluno preste atenção em sua respiração e na forma correta de mexer o corpo.

Criada pelo ginasta Joseph Pilates na Alemanha, a atividade nasceu como um programa para dançarinos e soldados lesionados. Joseph acreditava que a saúde física e a mental eram conectadas e levou esse conceito para os Estados Unidos na década de 1920, quando abriu o primeiro estúdio de pilates em Nova York.

mulher fazendo alongamento na bola de pilates
(Fonte: Selfit)

Benefícios

Além de focar em força muscular do core, postura e flexibilidade, o pilates oferece outras vantagens importantes para o seu corpo:

  • boa postura durante o dia, e não só na prática do exercício;
  • tonificação dos músculos;
  • tonificação do abdômen;
  • desenvolvimento da flexibilidade;
  • maior conhecimento sobre o seu corpo e equilíbrio;
  • redução de estresse e aumento da sensação de bem-estar.

Apesar de seus inúmeros benefícios, a atividade não é recomendada para os alunos que tenham hérnia de disco, osteoporose severa e pressão arterial instável. 

cachorro simulando exercício físico
(Fonte: Giphy)

O que é yoga?

Essa atividade não nasceu com o propósito de ser um exercício físico, mas sim um caminho prático para o ser humano encontrar seu crescimento pessoal a partir da compreensão de si mesmo. Atualmente, a prática moderna do exercício é focada no bem-estar mental e físico, trabalhando força, flexibilidade e respiração. 

O yoga pode ser dividido em diferentes estilos, sendo a Hatha — termo sânscrito para união entre corpo e espírito — a versão mais conhecida e praticada no Brasil. Nela são trabalhadas posturas e gestuais, técnicas de respiração, contração dos músculos e órgãos, bem como exercícios de concentração.

Para se colocar nas posições, o aluno utiliza seu peso corporal, o que ajuda no desenvolvimento da força muscular. Com um ritmo mais tranquilo, a atividade é adequada a praticamente todos; o que costuma variar é o limite individual.

mulher sentada no chão fazendo exercício de yoga
(Fonte: Selfit)

Benefícios

Esse exercício também oferece as seguintes vantagens:

  • redução de estresse e ansiedade;
  • diminuição das inflamações no corpo;
  • melhora na saúde do coração;
  • aumento da qualidade de vida;
  • redução de dores crônicas;
  • promoção de melhor qualidade do sono;
  • melhora em flexibilidade, equilíbrio e respiração;
  • redução das dores da cólica;
  • promoção de melhores hábitos alimentares;
  • aumento da força muscular.

Assim como o pilates, o yoga também tem algumas contraindicações para pessoas com alterações na pressão arterial e problemas na coluna. Grávidas, pessoas da melhor idade e com problemas articulares devem consultar um médico antes de começar o exercício.

mulher fazendo exercício de meditação
(Fonte: Giphy)

Diferenças entre as duas modalidades

Como vimos, os dois exercícios trabalham com força muscular, flexibilidade e respiração. Apesar de serem parecidas, as duas práticas possuem algumas diferenças cruciais. 

O yoga, por exemplo, trabalha o corpo como um todo e não costuma contar com a ajuda de aparelhos para completar as posições. Bastam o peso corporal e um colchonete específico para a prática. Enquanto isso, o pilates atua mais na área do core e conta com a ajuda de alguns aparelhos, como elásticos e bolas. 

homem meditando no chão
(Fonte: Selfit)

Apesar de estimular a força muscular ao realizar as posições com o peso do corpo, o yoga costuma ser uma atividade um pouco mais relaxante. Já o pilates pode acabar exigindo mais do aluno, por ter um foco maior em tonificação muscular.

Vale ressaltar que antes de começar qualquer tipo de atividade física é importante consultar o seu médico.

Pronto para relaxar e se exercitar ao mesmo tempo? Que tal começar ainda essa semana?

Fontes: Total Fitness, Medical News Today, Revista Marie Claire, Saúde Abril e Healthline.