Como treinar panturrilhas?

Saiba a forma correta de fortalecer esse grupo muscular

Treino do seu jeito 4 min. de leitura
Como treinar panturrilhas?

Cheias de “falsas afirmações” que desacreditam do seu desenvolvimento, elas nem sempre são priorizadas na hora da montagem dos treinos. E agora chegou a hora sabe de quê?! De acabar com essa conversa fiada e tratá-las com a devida importância que merecem, afinal, são músculos, parte do seu corpo e também precisam ser trabalhadas! De quem estamos falando? PANTURRILHAS

Panturrilhas bem trabalhadas, além de deixar as pernas mais bonitas, proporcionam sensação de força e estabilidade para o corpo. Sobre o “mito” de que é impossível desenvolver a musculatura dessa região, uma dica: treino e alimentação não vão fazer tudo sozinhos. É preciso o treinamento *correto* para os resultados começarem a aparecer. Uma curiosidade: ao contrário do que muitos pensam, na  maioria dos casos o problema está no treino e não na genética. Então, vamos trabalhar para transformar!

Lembre-se de que por se tratar de um grupo muscular muito recrutado em atividades diárias (andar e correr), estímulos de baixa intensidade tendem a não gerar o estresse necessário para ocasionar o aumento de volume. Logo, os treinos de panturrilha precisam de uma carga mais elevada, bem como o número de repetições, para, dessa forma, provocar microlesões e criar hipertrofia em suas fibras*Só tenha cuidado para que o excesso de carga não prejudique na hora de realizar o exercício.

TOP 6 | DICAS DE SUCESSO NO TREINO DE PANTURRILHAS

  1. Treine todo dia | As panturrilhas são resistentes e não crescem facilmente, mas podem se recuperar rápido. Use isso ao seu favor, treinando-as frequentemente.
     
  2. Varie a direção dos pés | Variar a direção que os pés apontam durante o exercício gera estímulos diferentes. Aponte os pés para a frente, mas também faça repetições com eles apontados para fora e para dentro.
     
  3. Mude as repetições | O mesmo número de repetições acaba acostumando o músculo e o mesmo não terá evolução. Faça uma série usando 10 repetições com carga elevada, depois experimente 20 repetições com carga mais leve. Esta variável é muito importante para o resultado final.
     
  4. Mude as cargas | Como as panturrilhas são acostumadas a levantar o corpo de forma habitual, levantar apenas duas vezes o seu peso corporal não traz muita resistência. Respeitando o limite do seu corpo, é necessário buscar sempre o aumento de cargas. Essa é uma das melhores formas de forçar o corpo a crescer.
     
  5. Amplitude | Execute os exercícios com amplitude máxima de movimento. Dirija os calcanhares para baixo na descida e fique na ponta do pé tão alto quanto você pode. Mantenha os joelhos em uma posição fixa, ligeiramente curvados, para tirar o foco das pernas e colocá-lo nos músculos.
     
  6. Sem impulso | Não deixe o peso cair de vez e evite usar o impulso para subir. Pause o exercício embaixo e no topo em cada repetição para ter certeza que nenhum impulso está sendo usado.

Curtiu? Agora coloque em prática correndo para a Selfit e solicitando um bom treino de panturrilhas. Os mais básicos são: elevação de panturrilhas em pé; elevação de panturrilhas no leg press 45º; elevação de panturrilhas sentado.


Não esqueça: treino executado com eficácia, resultados em menos tempo. Just Selfit!