4 razões pelas quais a serotonina é importante para a saúde

Conheça alguns efeitos desse hormônio importante para o bem-estar físico e mental

Motivacional 4 min. de leitura
4 razões pelas quais a serotonina é importante para a saúde

A substância é produzida pelo triptofano, um aminoácido essencial com funções metabólicas importantes que se encontra nos alimentos — o corpo não o produz. Para evitar o déficit de serotonina, os alimentos mais ricos em triptofano são carnes magras, peixes (especialmente atum e salmão), leite e derivados, leguminosas (lentilhas, sobretudo), chocolate amargo, abacaxi, banana, kiwi, aveia, linhaça, quinoa, castanhas e semente de abóbora.

alimentos variados
Ingerir alimentos ricos em triptofano é essencial para a produção adequada de serotonina. (Fonte: Shutterstock)

Conheça alguns dos principais benefícios da serotonina e como ela ajuda a manter o corpo em equilíbrio, além de produzir bem-estar físico e mental. Spoiler: atividades físicas são fundamentais para mantê-la sempre em dia.

Apetite e saciedade

barriga roncando
(Fonte: Giphy)

A serotonina tem uma série de funções ligadas ao sistema digestório. Os benefícios mais importantes nesse aspecto são a produção de saciedade e o controle do apetite. Se você sente fome antes do almoço e se satisfaz após se alimentar, agradeça à serotonina: é ela quem manda esse recado ao seu cérebro.

Controlar a fome e a quantidade de alimentos a serem ingeridos é função desse hormônio, e dificuldades nesse campo podem indicar que algo não vai bem com ele. Náuseas também são reguladas pela serotonina, que avisa o cérebro sobre problemas digestivos e produz esse alerta. Portanto, se você tem sentido isso com frequência, pode ser uma disfunção hormonal.

Controle do peso

gato passando pela porta
(Fonte: Giphy)

Quem tem dificuldade para regular o apetite e a sensação de saciedade pode ter problemas com o peso, já que o corpo pode ficar confuso sobre estar ou não nutrido e continuar a mandar sinais que solicitam a ingestão de mais comida. Ou, em vez disso, pode achar que está suficientemente nutrido, mesmo que isso não ocorra.

Por essa razão, conferir os níveis de serotonina é uma etapa importante para quem tem distúrbios alimentares. Um exame de sangue pode revelar uma síndrome serotoninérgica, por exemplo, que se refere a níveis exacerbados do hormônio no organismo.

Regulação do humor

homem mudando de humor
(Fonte: Giphy)

A função mais conhecida da serotonina é a regulação do humor: ela e a parceira ocitocina são chamadas de hormônios da felicidade. Em situações normais, a serotonina contribui para a sensação de bem-estar, por isso sintomas depressivos podem apontar problemas na regulação da substância.

Estuda-se, ainda, a interferência da serotonina na tensão pré-menstrual (TPM). Há indícios de que induzir a produção do hormônio, como ao preferir alimentos ricos em triptofano, auxilia a passar com mais tranquilidade por esse período.

Também há pesquisas que indicam que exercícios físicos melhoram a função metabólica da serotonina no organismo. Isso explica por que após uma caminhada, um treino na academia ou uma partida de futebol nos sentimos bem. Mais uma vez, é a serotonina produzindo bem-estar.

Regulação do sono

cachorro dormindo
(Fonte: Giphy)

Se a insônia bateu à porta, temos uma boa notícia: a serotonina também é capaz de auxiliar nesse aspecto. O hormônio favorece a indução de sono de maneira natural, com aquela sensação gostosa de cansaço que pede o relaxamento noturno.

O mesmo vale se você está dormindo além do que é habitual para o padrão do seu organismo, podendo indicar disfunções nos níveis do hormônio. Caso isso esteja ocorrendo com você, é hora de procurar um médico.

Gostou de conhecer o papel da serotonina no organismo? Então não se esqueça de auxiliá-la: sair do sedentarismo, alimentar-se corretamente e garantir uma boa noite de sono vão ajudá-la a proporcionar saúde e bem-estar físico e mental. No app Self Sem Culpa, disponível para Android e iOS, você encontra profissionais de nutrição para te ajudar nessa empreitada!