Saúde do corpo e da mente: como equilibrar essa relação?

Autoconhecimento e respeito aos limites do próprio corpo são apenas alguns passos para manter essa relação sempre saudável

Motivacional 4 min. de leitura
Saúde do corpo e da mente: como equilibrar essa relação?

Muito além de apenas perder peso, manter uma alimentação balanceada e escolher a sua atividade física favorita ajudam a equilibrar o bem-estar e a saúde entre corpo e a mente. Conquistando isso, a receita para ficar satisfeito/satisfeita com o que você vê no espelho, e de quebra, se manter sempre saudável, é simples: foco no autoconhecimento, quebra de rotina e muito respeito com os próprios limites do corpo. Mas por onde começar?

treino escutando musica
(Fonte: Selfit)

Segundo dados do Conselho Federal de Nutrição (CFN), para manter esse equilíbrio é importante preocupar-se não apenas com a redução de peso, mas também com a prevenção de doenças. A entidade reforça, ainda, a importância de não começar dietas sem orientação profissional e incluir nessa relação hábitos saudáveis, como a prática de exercícios.

Segundo a professora de dança especialista em técnicas de condução de comunicação de danças a dois Camila Malassa, colocar-se em movimento sem que o objetivo principal seja, exclusivamente, a perda de peso, pode ser algo notável e ainda gerar outros benefícios para o bem-estar, como a socialização e a perda da timidez. Todos esses benefícios começam a aparecer conforme você constrói uma relação saudável com seu próprio corpo.

Autoconhecimento é o princípio

Segundo Camila, a aceitação do corpo está muito relacionada ao autoconhecimento e é o primeiro passo para equilibrar a saúde mental e física. A profissional reforça a importância de conhecer o próprio corpo e saber tudo o que ele é capaz de fazer: “Não tem como a gente amar algo que a gente não conhece”, comentou em conversa exclusiva.

Desafie-se!

Sair de uma rotina estressante e impor novos desafios produtivos, como dedicar um tempo só para você, é uma tarefa essencial para manter tudo em equilíbrio e, assim, construir uma relação saudável com seu corpo. A professora de dança, apaixonada por sua profissão e principalmente por ver pessoas que não estão acostumadas com atividades físicas entrarem nesse mundo, comentou que o simples fato de mudar a rotina e acrescentar uma atividade que pode ocupar não mais que 2 horas do seu dia já é capaz de gerar mais aceitação e bem-estar.

mulher exercício pulo
(Fonte: Selfit)

Mexa-se, mas no seu limite!

Manter a mente saudável envolve sair da rotina e realizar atividades prazerosas, muito além das obrigações da vida adulta. E se essas ações puderem manter o seu corpo em movimento, melhor ainda. Tente incluir aos poucos atividades físicas que façam sentido para você. É claro que buscar um profissional faz toda a diferença; porém, para acostumar o seu corpo ao novo ritmo, que tal começar a fazer pequenas caminhadas pela manhã ou subir as escadas em vez de usar o elevador para ir ao segundo andar? Se você tiver uma companhia, melhor ainda. Mas não se preocupe em seguir o ritmo de outras pessoas. Seja honesto/honesta com o seu corpo e continue do seu jeito.

Colha os benefícios

Alguém já te falou que a sua dor de cabeça pode ser estresse? Manter o corpo e mente sãos pode evitar uma infinidade de doenças, como a própria cefaleia, a sensação de cansaço durante o dia ou problemas mais sérios de imunidade em outras partes do corpo. Mas um dos principais benefícios desse equilíbrio é a satisfação da aceitação com o seu corpo e os limites. 

Se você conseguir, aos pouquinhos, cumprir essas famosas metas de ano novo (e não precisa ser só em janeiro ou no verão, ok?), certamente o seu corpo e a sua mente vão começar a responder muito melhor aos seus comandos. Uma boa noite de sono, uma alimentação equilibrada e a inclusão de atividades físicas são a melhor combinação para uma vida mais saudável e feliz consigo mesmo/mesma – e, é claro, aquela consulta para o seu médico conferir a sua evolução pode te deixar ainda mais perto do rumo certo! Vamos começar?

Fonte: Saúde Brasil, Anvisa e Saúde Abril.

Gostou do assunto? Que tal compartilhar com seus amigos?