Como criar uma rotina de exercícios em casa?

Começar é o mais importante, mas saiba também como continuar essa rotina

Motivacional 4 min. de leitura
Como criar uma rotina de exercícios em casa?

Com o isolamento social, ninguém está podendo ir à academia ou fazer qualquer outro tipo de exercício fora de casa. Com tanto tempo sem sair, algumas pessoas podem acabar sentindo dificuldade para manter a rotina de exercícios, já que o sofá ou a cama podem parecer muito mais convidativos do que a atividade física.

Além disso, muita gente tem dificuldade de pensar em exercícios que possam ser feitos em casa, sem todo o espaço e os equipamentos encontrados na academia. Você se identificou? Então tenha calma, que vamos ajudar.

O primeiro passo para criar uma rotina de exercícios em casa você já deu: ter interesse e procurar informações. A força de vontade é o mais importante para começar, mas também é crucial para continuar — afinal, principalmente nos primeiros dias, o corpo vai estranhar os novos exercícios.

Embora a programação possa ser mais livre ou com os horários menos engessados quando estamos em casa, é essencial criar uma rotina para os exercícios: definir um horário que se encaixe bem com as outras atividades que você realiza no dia, escolher um local que seja adequado e manter a disciplina. Em algumas semanas, isso se tornará um hábito e você vai se encaminhar para os exercícios de forma quase automática.

mulher fazendo alongamento
(Fonte: Selfit)

O que é preciso para começar?

Treinar com aparelhos é muito bom e exige mais dos músculos, mas existem exercícios que podem ser feitos sem qualquer equipamento, apenas com o peso do próprio corpo, e dão resultados parecidos.

Mesmo em casa, é importante vestir roupas adequadas e tênis confortáveis, pois algumas atividades — como pular corda — geram impacto. Também é essencial escolher um lugar com espaço para fazer os movimentos sem bater em algum móvel ou derrubar coisas. Se você não tiver um quintal, basta arrastar a mesinha de centro ou o sofá da sala para abrir espaço, por exemplo.

Por fim, é preciso saber quais sequências fazer, certo? Nesse ponto, a orientação de um profissional de educação física é imprescindível, mesmo a distância, porque fazer exercícios de qualquer maneira pode trazer malefícios para a saúde. É essencial começar a série com alongamentos e aquecimento, prestando muita atenção aos movimentos e à respiração.

Para ajudar, a Selfit disponibilizou uma série completa de vídeos com aulas preparadas por especialistas em diversas modalidades. É só dar play e começar: tem aula de dança, alongamento, luta, aulas com crianças e muito mais, com profissionais ensinando como fazer os exercícios com o movimento correto e na sequência certa.

Além disso, no App exclusivo para alunos é possível participar de desafios diários para manter o exercício físico em dia na quarentena. Saiba como baixar!

Deixe seu treino mais divertido

O grande segredo para que os exercícios em casa se tornem uma rotina é fazer com que eles sejam prazerosos. Não adianta se forçar a fazer uma aula de ioga, por exemplo, se você não tem paciência para isso ou fazer uma aula de abdominais se você sente dor só de pensar nisso.

Se os exercícios se tornam algo negativo, você desiste. Então, em primeiro lugar, escolha uma atividade que combine com você.

Professor e aluna fazendo exercício físico
(Fonte: Selfit)

Chame quem mora com você para participar dos exercícios

Também é interessante variar nos exercícios: às segundas e quartas-feiras, faça fit dance; às terças e quintas-feiras, alongamento; às sextas-feiras, pilates… e por aí vai. Mesmo dentro de cada modalidade é legal procurar conteúdos novos, para variar as atividades e deixá-las mais interessantes. Não é porque é uma rotina que precisa ser maçante, não é mesmo?

Além disso, a música pode ser uma grande aliada para tornar os treinos mais divertidos. Coloque aquela playlist animada, cheia de canções de que você gosta.

Outra dica que pode tornar os exercícios em casa mais atraentes e fazer com que eles se incorporem mais facilmente à sua rotina é treinar com alguém. Chame quem mora com você para participar do seu momento fitness. Se a pessoa não gosta de praticar atividade física, quem sabe não é um bom incentivo para começar?

Compartilhe este texto com quem mora com você. Criar uma rotina conjunta é bem mais fácil.

Fontes: BTFit, Eu Atleta/Globo e Unimed.