Musculação é esporte? 5 mitos ou verdades sobre o assunto

Saiba se as atividades de musculação são consideradas esporte e outras questões que causam dúvidas

Mito ou verdade? 4 min. de leitura
Musculação é esporte? 5 mitos ou verdades sobre o assunto

A musculação é uma das atividades mais praticadas no Brasil; segundo a pesquisa Vigitel 2017, 17,7% das pessoas que se exercitam optam por esse tipo de modalidade, que fica à frente, inclusive, do futebol, que conta com cerca de 12% de praticantes. Apenas a caminhada tem mais adeptos que a musculação, preferida por 33,6% dos respondentes.

Mas, afinal, musculação é esporte? Existem modalidades que são esportes? Para tirar essas dúvidas, o Blog da Selfit conversou com o educador físico Paulo Alves dos Santos Filho (CREF 003914-G/PI).

Conheça mais sobre os mitos ou as verdades que envolvem o assunto que gera dúvidas mesmo em quem está mais ligado na prática.

1. Musculação é indicada apenas para quem deseja hipertrofia

Musculação é atividade física que responde a diversos objetivos. (Fonte: Shutterstock)
Musculação é atividade física que responde a diversos objetivos. (Fonte: Shutterstock)

Mito! Muitas pessoas acreditam que a musculação é indicada para quem deseja ganhar massa muscular e definir o corpo de forma aparente, mas isso não é verdade. “A grande maioria das pessoas pratica a musculação para melhorar as atividades da vida diária”, relata o educador físico. Ainda segundo o profissional, além de ganhos estéticos, a contração melhora o tônus muscular e o condicionamento, aumenta a densidade mineral óssea e contribui no controle e na prevenção de doenças, sobretudo se aliada a exercícios aeróbicos.

Mas há quem faça dessa atividade mais do que um momento de cuidado pessoal e lazer, por isso pode-se optar pela hipertrofia muscular e até mesmo torná-la um elemento de competição; nesse caso, o treino mais indicado é o metabólico ou tensionado. “Variação de carga, amplitude, tempo de contração e velocidade são alguns dos elementos desse tipo de treino, que pode ser praticado por pessoas de várias idades sob supervisão de profissionais competentes”, comenta Santos Filho.

2. Existem modalidades de musculação que são esportivas

Halterofilismo está entre os esportes mais conhecidos baseados na musculação. (Fonte: Shutterstock)
Halterofilismo está entre os esportes mais conhecidos baseados na musculação. (Fonte: Shutterstock)

Verdade! A mais conhecida modalidade é o halterofilismo ou levantamento de peso. Presente nos jogos olímpicos, o esporte tem o objetivo de fazer quem pratica levantar o maior peso possível do chão até a cabeça. Para Santos Filho, “O halterofilismo, praticado em todo o mundo por homens e mulheres, é considerado um esporte por ser uma atividade sujeita a regulamentos e regras que visam à competição”.

3. Musculação é esporte

Mito! Segundo Santos Filho, embora na literatura haja modalidades esportivas que se pautam nela, a musculação não é considerada um esporte. A razão disso é que não se trata de competição com regras determinadas, existem apenas classificações que são usadas no dia a dia de quem malha, mas não há a organização própria de competições esportivas. Por isso, a musculação é classificada como atividade lúdica, coletiva ou individual destinada a diversão e promoção da saúde.

4. Fisiculturismo é esporte olímpico

Fisiculturismo pleiteia reconhecimento como esporte olímpico. (Fonte: Shutterstock)
Fisiculturismo pleiteia reconhecimento como esporte olímpico. (Fonte: Shutterstock)

Mito! O fisiculturismo é outro exemplo de como a musculação participa de atividades esportivas, mas, diferentemente do halterofilismo, não está presente nos jogos olímpicos. Com competição que privilegia volume, definição e proporção muscular, o fisiculturismo tem campeonatos amadores e já é incluído em espaços formais, a exemplo do Pan-Americano e dos Jogos Asiáticos, mas, para Santos Filho, é possível que seja um esporte olímpico no futuro. “A modalidade deu os primeiros passos ao fazer parte dos Jogos Pan-Americanos em Lima, no Peru, em 2019”, relata.

5. Existe um conselho que regula as competições, como em outros esportes

Verdade! Um exemplo é a Confederação Brasileira de Musculação, Fisiculturismo e Fitness (CBMFF — IFBB Brasil), que promove e regulamenta as atividades de fisiculturismo no Brasil. Mas cuidado para não confundir esse órgão com os conselhos Regionais ou Nacional de Educação Física.

Segundo o educador físico, “essas entidades têm como principal atribuição a habilitação do exercício profissional de educação física, ou seja, servem para garantir que apenas pessoas formadas possam trabalhar como profissionais físicos, seguindo preceitos éticos e evitando lesões“.

Gostou de conhecer mais sobre os mitos e verdades do mundo da musculação? Então compartilhe com colegas de treino.