Como manter uma alimentação saudável durante o isolamento social?

Confira as dicas da nutricionista Andrezza Botelho sobre como evitar que a ansiedade vivida durante a quarentena nos faça comer de forma exagerada

Comer bem! Viver bem! 4 min. de leitura
Como manter uma alimentação saudável durante o isolamento social?

Trabalhando em casa e convivendo com os demais familiares, desafios surgem: conflitos, administração de horários, indecisão sobre o futuro e a inevitável ansiedade. Nesse cenário, muitas vezes buscamos na alimentação excessiva e descontrolada um alívio para nossas tensões.

Para entender esse processo, conversamos com Andrezza Botelho (CRN 13090/SP) — nutricionista clínica funcional e professora de pós-graduação na Universidade Anhembi Morumbi — sobre formas de passar pelo isolamento social sem ceder à tentação de se alimentar de forma descontrolada e também de como manter uma dieta balanceada.

Ficando em casa o dia inteiro, como evitar que a ansiedade nos faça comer de forma descontrolada e exagerada?

A dica é ter uma rotina, seja de horário, seja de alimentação ou de treino. Neste momento, “organização” é a palavra-chave para quem quiser atingir os seus objetivos de manutenção de peso ou de emagrecer. E a organização significa ter uma rotina que inclui cozinhar (junto com a família, porque distrai) evitando alimentos ricos em açúcar e “abusar” dos chás calmantes (valeriana, melissa, camomila e passiflora).

família cozinhando
Cozinhar com a família pode ser fonte de relaxamento. (Fonte: Shutterstock)

Mesmo estando mais relaxados na quarentena, há necessidade de continuar mantendo uma dieta balanceada?

É muito importante ter um foco e disciplina para a manutenção de peso, mas sempre atento às saúdes física, mental e emocional. É preciso manter o foco em uma alimentação equilibrada e saudável. Um prato bem-colorido é o ideal, porque vai conter todos os micronutrientes. Sobre os macronutrientes, é recomendável que, durante este período de isolamento social, não haja restrição de carboidratos, gorduras e proteínas.

Como devemos nos alimentar nesse período? Quais são os tipos de alimento que devemos consumir?

Não restringir carboidratos, gorduras e proteínas é importante em tempos de isolamento social. (Fonte: Shutterstock)

O prato tem que ser equilibrado, principalmente em um momento como este, de pandemia, em que não é hora de fazer restrições alimentares ou a “dieta do vizinho”. Importante procurar um profissional da área de Saúde para conseguir atingir a sua meta ou manter aquelas fixadas antes da quarentena.

Quais alimentos devem ser evitados?

Tão importante quanto falar dos alimentos que devem estar no seu prato é falar daqueles que não devem: bala, pirulito, chiclete, produtos muito industrializados, frituras, açúcar de adição e gorduras trans

Uma vez que temos que reduzir as idas ao supermercado, quais são os alimentos saudáveis mais duráveis?

Comprar alguns alimentos que são industrializados porque assim a gente consegue ter um tempo de prateleira maior (atum ou sardinha em lata conservados em um óleo que deve ser desprezado quando for comer o peixe; molhos de tomate que contêm só o tomate pelado; vegetais e legumes congelados). No caso de frutas, evitar as muito perecíveis ou consumí-las imediatamente. Dar preferência às frutas cítricas cujas cascas protetoras estendem o prazo de validade (limão, laranja, mexerica, tangerina e manga). Evitar comprar alimentos com prazo de validade próximo de vencer.

família cozinhando
Crianças devem participar da preparação dos alimentos. (Fonte: Shutterstock)

Há alguma fórmula para se evitar o desperdício de alimentos nesse período pelo qual estamos passando?

É muito importante evitar o desperdício. Sobrou arroz? Guarde as sobras e faça um bolinho de arroz. De um refogado de legumes que sobrar, guarde e faça um suflê. Se possível, faça uma lista de compras, uma organização de rotina e um planejamento do cardápio da semana.

Como fazer com que os alimentos saudáveis se tornem mais atraentes (principalmente para as crianças), evitando o consumo excessivo de açúcar?

Quando for possível, faça com que as crianças participem das técnicas de cocção e da confecção da lista de compras, falem dos malefícios dos alimentos com açúcar de adição e desses produtos industrializados (que são atraentes para os pequenos). Não escondê-los, mas fazer com que a criança participe entendendo os processos. Ensine algumas receitas fáceis, como as realizadas em micro-ondas. 

Curtiu as dicas? Saiba que, durante o isolamento social, a Selfit disponibilizou dois aplicativos: um para que você mantenha os seus treinos em dia e outro para ajudar em uma dieta equilibrada.

Gostou do assunto? Que tal compartilhar com seus amigos?