Alimentação e vida saudáveis podem evitar lesões

Uma vida saudável com uma dieta equilibrada pode ser a chave para evitar lesões

Comer bem! Viver bem! 4 min. de leitura
Alimentação e vida saudáveis podem evitar lesões

Certamente um treino alinhado com seus limites e a escolha de uma vida saudável podem ajudar a prevenir lesões e melhorar o desempenho. Desportistas que apoiam seus corpos em uma sólida base nutricional qualitativa, com alimentos integrais em vez de refinados, criam uma forte defesa contra lesões musculares e têm menor probabilidade de se machucarem. Além disso, quem pratica esportes e se alimenta de maneira saudável tem recuperação mais rápida de dores musculares e lesões.

A pergunta que você deve se fazer é: “quais alimentos funcionam melhor para meu corpo e meus esforços físicos?”. A verdade é uma: não existe uma regra que se aplique ao todo, pois cada atleta é diferente. No entanto, a nutricionista Giovanna Macarini (CRN 8-11539) explica que alguns conselhos gerais sobre bons hábitos alimentares para prevenir e curar lesões rapidamente podem servir de início para qualquer pessoa que não tenha restrições alimentícias.

Vida saudável e alimentação

dieta e exercícios físicos
(Fonte: Freepik)

Macarini afirma que uma vida saudável e uma alimentação correta podem ajudar a evitar lesões, mas é preciso atenção na execução dos exercícios, pois o machucado pode estar diretamente relacionado a um movimento executado de forma errada, com repetições inadequadas ou que começaram sem um aquecimento correto.

Outro fator importante para escapar das lesões, de acordo com a especialista, é evitar uma dieta restritiva, bem como a ingestão de alimentos muito industrializados, processados, embutidos, com açúcar refinado e farináceos. O principal nutriente aliado nessa jornada, segundo ela, é o cálcio, encontrado em derivados lácteos; em seguida estão colágeno, ômega 3, ômega 6 e vitamina C, que acelera o processo de produção do colágeno.

Já para a recuperação de lesões, os derivados lácteos, como queijos e leite, as frutas, as verduras verde-escuras, a gema do ovo, que é rica em zinco, as oleaginosas, os frutos do mar, o azeite de oliva e as sementes de linhaça e de abóbora são perfeitos.

Veja uma lista com cinco alimentos e alternativas nutricionais para evitar lesões.

1. Hidratação

homem se exercitando com fone de ouvido
(Fonte: Selfit)

Não, não estamos nos referindo ao consumo exagerado de bebidas esportivas; falamos de água pura. O tecido desidratado é mais suscetível a golpes e ferimentos. Além disso, beber pouca água leva ao estresse geral do corpo. O consumo adequado de água é essencial para o desempenho atlético e a prevenção de lesões.

2. Vitamina C

A vitamina C é uma das vitaminas que não podem faltar para quem pratica esporte, pois é um dos principais componentes do colágeno, uma das proteínas do tecido conjuntivo e que ligam as células. Também é muito importante no combate ao envelhecimento celular, já que o colágeno é necessário para o desenvolvimento ósseo e fornece força e flexibilidade aos ligamentos e tendões.

Atletas devem assimilar alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas, vegetais folhosos verde-escuros, brócolis (crucíferos em geral), pimentões, morangos, kiwis e salsa. A adição de um limão fresco espremido na água pode fazer a diferença na ingestão de vitamina C, pois fornece cerca da metade da necessidade diária.

3. Cálcio

alimentos coloridos
(Fonte: Giphy)

Preencha seu prato com alimentos ricos em cálcio, magnésio e vitamina D e seus ossos serão gratos. O cálcio é absolutamente necessário para ossos fortes, o que evita fraturas por estresse. O corpo, no entanto, não o absorve bem, de modo que, para uma correta assimilação, é importante a presença de magnésio em equilíbrio no organismo.

4. Ômega 3

O ômega 3 é muito importante para quem pratica esportes, composto por ácidos graxos essenciais que atuam como a principal defesa do corpo contra a inflamação crônica. A substância faz maravilhas e garante às articulações, aos tecidos e sistemas imunológicos de atletas um verdadeiro “escudo protetor”. Peixes gordurosos (arenque, salmão, cavala), sementes e frutas secas são excelentes fontes de ômega 3.

5. Zinco

O zinco é um mineral importante para a cura de tecidos e para a prevenção de lesões, desempenhando um papel fundamental no sistema imunológico. As fontes mais ricas de zinco são carne vermelha, lentilha, peru e arroz integral, que devem ser incluídos na alimentação diária.

Que tal integrar essas dicas à sua rotina esportiva?

Gostou do assunto? Que tal compartilhar com seus amigos?